Páginas

Eficiencia, entendida aqui entre nós como menos desperdícios.

Convivemos com um desperdício incompreensível para um País onde muitas pessoas vivem em situação de risco. Dentre eles, meu foco é a melhoria de desempenho das redes de infra-estrutura urbana. Sòmente na área do Saneamento Básico, que se considera a rede de água, esgoto, drenagem e a coleta e tratamento do lixo, melhorias na qualidade de vida que se estima em R$1 Bilhão/ano foi registrada pela FGV-Fundação GetúlioVargas e Instituto Tatra ( julho, 2010), além de evitar a morte de mais de 1.000 pessoas. A rede de vias públicas insuficientes e com manutenção precária, afeta o sistema de transportes de materiais e de pessoas, com congestionamentos, poluição, desperdício de energia e principalmente consumindo o tempo das pessoas que poderia ser dedicado à sua melhoria de qualidade de vida.

Eficiencia, entendida aqui entre nós como menos desperdícios.

Convivemos com um desperdício incompreensível para um País onde muitas pessoas vivem em situação de risco. Dentre eles, meu foco é a melhoria de desempenho das redes de infra-estrutura urbana. Sòmente na área do Saneamento Básico, que se considera a rede de água, esgoto, drenagem e a coleta e tratamento do lixo, melhorias na qualidade de vida que se estima em R$1 Bilhão/ano foi registrada pela FGV-Fundação GetúlioVargas e Instituto Tatra ( julho, 2010), além de evitar a morte de mais de 1.000 pessoas. A rede de vias públicas insuficientes e com manutenção precária, afeta o sistema de transportes de materiais e de pessoas, com congestionamentos, poluição, desperdício de energia e principalmente consumindo o tempo das pessoas que poderia ser dedicado à sua melhoria de qualidade de vida.
Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

GUARULHOS E AS FERROVIAS

Se existe escolha errada, a mais recente está para se concretizar com as ferrovias para Guarulhos.
FERROVIA DE SUBURBIO
1) Comentei recentemente com alguns arquitetos que Guarulhos estava sendo invadido por população de baixa renda. E só faltava uma ferrovia de subúrbio para que se tornasse uma Carapicuiba. E não é que essa fala vai ser sanada? E vamos ter trem suburbio prá trazer a população da Zona Leste da Central do Brasil para Guarulhos? Vamos ter ocupações de fundos de vale, encostas da serra e áreas desmatadas..."batidas"de lajes durante os fins de semana e de tardes. Vai ter muitos conjuntos residenciais de Minha casa/ Minha Vida ( em Guarulhos), muitos Jardins Presidente Dutra, Jardim Fortaleza, etc. E parece que é isso que o Governo quer. Quer votos de pobres, fáceis de manipular com alguma bolsa familia, desemprego, etc., ou bolsa de alguma senhora desprevenida...
FERROVIA EXPRESSA
2) Comentei também sobre o trem expresso, o contraditório, pois sendo expresso deveria ter o minimo de percurso. E isso não acontece, pois tem um trajeto inexplicavelmente tortuoso. Então, como deveria ser? Uma reta só, uai, e prá isso poderia aproveitar o retão do traçado da Rodovia Presidente Dutra, por exemplo. E deixar de lado os trens pesados e antiquados para o seculo XXI, e adotar, por exemplo, os trens em elevados, leves, tipo monotrilho, a exemplo da linha instalada na faixa de dominio de rodovias, em Denver, Colorado, EUA.
FERROVIA DE ALTA VELOCIDADE
3) O TAV - Trem de Alta Velocidade, que o governo federal subitamente se empenha em construir até a copa de futebol, prevê 60 km em tuneis. A justificativa é para evitar desapropriações, mas acredita-se que há outros motivos mais linkados com a eleição presidencial de 2010. Tunel é o objeto de desejo das empreiteiras pois não se sabe o que será encontrado no subsolo, apesar das sondagens. Muitas surpresas significam muitos reajustes e lucratividade. Por coincidencia, as empreiteiras são as maiores financiadores de campanhas eleitorais.
Pelo lado técnico,por exemplo o ambiental, pergunta-se onde será depositado tanta terra e rocha da escavação? E qunto de diesel será gasto com o transporte desse material? Será que alguns proprietários serão beneficiados com essa terra, como parece ter acontecido com o trecho oeste do rodoanel? E num País com poucos cuidados com manutenção, como será administrado esses tuneis com iluminação, ventilação, etc.? Será preciso um tunel paralelo de serviços, ou isso será uma das partes a serem aditadas no contrato?
COMPARTILHAMENTO DE FERROVIAS
4) A estrutura do TAV e a ferrovia expressa poderiam, por exemplo, estarem numa mesma estrutura aérea, numa grande reta ligando o Aeroporto ao Centro de São Paulo, centro como o Parque D. Pedro II. Uma empresa construiria a estrutura.
Isso é possível. Mas precisa-se urgentemente de governos decididos e corajosos para inovar utilizando o que temos de melhor na nossa tecnologia para construir cidades sustentáveis.

sábado, 29 de agosto de 2009

GUARULHOS E GRANDE INFRAESTRUTURA URBANA

As transformações urbanas em Guarulhos são superlativas - as contrapartidas para a sua qualidade urbana são super-preocupantes.
Desde os anos 50 o Municipio vem recebendo elementos urbanos decididos por poderes externos, e nesses quase 60 anos a cidade dobrou várias vezes em tamanho. Despreparada sem planos estruturantes, a cidade com pouco mais de 1 milhão de habitantes continua sofrendo as consequencias de fatores externos. Assim, a Rodovia Pres. Dutra veio dividir o Municipio em parte Norte e parte Sul; a Rodovia Fernão Dias e a Trabalhadores ( Ayrton Senna)funcionam como barreiras entre Guarulhos e São Paulo; o Aeroporto Internacional, bloqueia a circulação entre Leste e Oeste.
Circula-se de Leste a Oeste em Guarulhos utilizando basicamente a Rodovia Pres. Dutra, recentemente auxiliada pela Av. Jamil Zaruf.
O que está previsto para Guarulhos é muito preocupante. A mais preocupante é a linha suburbio que acompanha o Trem Expresso, e que terá estação no Parque Cecap. Essa linha suburbio funcionará como "vasos comunicantes", trazendo a população de baixa renda até Guarulhos, provavelmente levando-a a ocupar terrenos na encosta da serra da cantareira e varzeas. Os investidores imobiliarios agradecem, provavelmente com o dinheiro da Caixa Economica Federal do programa Minha Casa, Minha Vida.
O Municipio precisa de aumentar a arrecadação e não de ter mais despesas com programas sociais. Bairros pobres necessitam de muita verba de manutenção, principalmente de redes de saneamento basico, drenagem e pavimentação.
Portanto, além dos custos de mais habitações populares, teremos mais gastos com serviços de atendimento social e de infraestrutura.
Poderiamos começar a ação de conter a ocupação que gera despesas e buscar maior eficiencia urbana.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

VLT , MONOTRILHO

PARECE QUE EM SÃO PAULO DE 2009 DISCUTE-SE NOS GOVERNOS A POSSIBILIDADE DE VOLTA DOS TRILHOS PARA VLT E MONOTRILHO. VEJA O PROGRAMA.
MONOTRILHO EM SÃO PAULO

O Estado diz que prepara um estudo de viabilidade para a implantação do sistema -mas que, além do monotrilho, será avaliada a possibilidade de um corredor de ônibus ou VLT (trem leve em superfície).



1 - Expresso Tiradentes
25 km
>>Vila Prudente a Cidade Tiradentes
>> Previsão: 2012

2 - M’Boi Mirim
10 km
>>Entre a estrada do M’Boi Mirim e a região de Santo Amaro
>> Previsão: 2012

3 - Congonhas
25 km
>> Da estação São Judas ao aeroporto de Congonhas (4 km) e, depois, até a marginal Pinheiros pela av. Jornalista Roberto Marinho com ramal até a estação Jabaquara >> Previsão: 2010**

4 - Cachoeirinha-Lapa
8 km
>> Entre a Lapa (zona oeste) e Cachoeirinha (zona norte)
>> Ligação com linha 6- laranja do metrô e as linhas 7-rubi e 8-diamante da CPTM
>> Previsão: 2014

5 - Vila Sônia (sem definição)
13 km
>> Da zona sul até a zona oeste (Vila Sônia)

6 - Celso Garcia (sem definição)
30 km
>> Do Itaim Paulista ao ParqueDomPedro, passando pelas avenidas São Miguel e Marechal Tito
>> Previsão: 2012

VANTAGENS DO MONOTRILHO

>>Rápida implantação (pode ser feito em menos de dois anos)
>>É mais barato do que metrô
>>Tem menos desapropriações e interferências no trânsito
>>Por ser estreita, a via elevada não representa um impacto urbanístico tão grande
>> É silencioso e pode virar e subir rampas com flexibilidade

DESVANTAGENS

>>É mais caro do que um corredor de ônibus
>>Requer uma via própria, em vez de usar a existente
>>Por ter trechos em via elevada, tem impacto no visual urbanístico
>> Não tem capacidade de transporte de passageiros tão grande como um metrô
>>Há dificuldade para a saída de usuários em situações de emergência na via elevada

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

VLP, VAL

Siemens mostra solução verde em evento em SP

20/08/2009
No evento promovido pela AEAMESP (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), a Siemens apresenta sua mais nova solução verde para atender à demanda por transporte público das cidades brasileiras escolhidas para sediar a Copa do Mundo de 2014, o Cityval.

O novo modelo de Veículo Automático Leve (VAL) é um sistema totalmente automático, elétrico, integrado à cidade e modular, ou seja, ideal para o desenvolvimento sustentável em ambiente urbano.
"O Cityval possui excelente capacidade de inserção urbana, inclusive em áreas de grande população", ...; O Cityval poderia, por exemplo, ser implementado na futura extensão de mais de 22 quilômetros que dará continuidade ao Expresso Tiradentes, em São Paulo. "É importante ressaltar que essa solução pode se adequar a qualquer necessidade local".

Trata-se de um conceito inovador de transporte automático, resultado da parceria da Siemens com a francesa Lohr Industrie.

Totalmente automatizado, o veículo não necessita de condutor e transporta até 40 mil pessoas por hora/sentido, com intervalos médios de espera de 60 segundos nos pontos de parada. A velocidade calculada é de até 80 quilômetros por hora, proporcionando redução no tempo de viagem dos passageiros.

Outra solução verde apresentada pela Siemens para o transporte público, é o Avenio, um novo conceito da companhia para veículos leves sobre trilhos, que oferece mobilidade para as cidades de hoje e do futuro.
Este veículo foi desenvolvido para o cenário urbano, onde as distâncias entre as paradas são curtas e os passageiros necessitam se deslocar cada vez mais rapidamente.
Com um comprimento de até 73 metros, o novo modelo vai ser o elétrico de piso rebaixado mais longo do mundo.
O Avenio foi desenvolvido a partir do modelo Combino, que está em circulação em Almada e Budapeste, em Portugal e na Hungria, respectivamente. A estrutura do veículo é construída por uma liga de aço mais leve, enquanto uma nova técnica de soldagem e a instalação de menos peças permitem uma diminuição no peso e nos custos de produção. O Avenio não será apenas o mais longo de piso elétrico em todo o mundo, mas também o mais silencioso. E será construído pela primeira vez como unidade de oito veículos para Tel Aviv, em Israel.

Palestras Siemens

Durante o evento, os visitantes poderão participar, em 26 de agosto, das 9h às 9h30 (sala 4), da palestra "Solução Verde para a Mobilidade das Cidades Brasileiras - Cityval, ministrada por Rezier Possidente, gerente de Vendas da Siemens.
Das 9h30 às 10h será a vez do palestrante Juarez Barcellos, coordenador de Vendas, comandar a apresentação sobre Veículos Leves sobre Trilhos / Avenio.
No mesmo dia, Marcelo Zugaiar dos Santos, coordenador de Contratos apresentará, ainda, a conferência "Driverless - Tendências".
Serviço
A 15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária é promovida pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP). O evento acontece de 25 a 28 de agosto no Centro de Convenções Shopping Frei Caneca, rua Frei Caneca, 596 - Cerqueira César.

sábado, 1 de agosto de 2009

AÇÃO LOCAL - NO CENTRO DE SAMPA

www.vivaocentro.org.br
Eis o site onde várias ações positivas de revitalização do centro de São Paulo estão presentes e constantemente atualizadas.
Entre elas, a organização das AÇÕES LOCAIS que atuam pontualmente a nivel de rua, organizadas em comunidade de uma ou mais ruas.
Aproxima os moradores na fixação de objetivos e recursos.
Uma ação conjunta de ação, envolvendo o Municipio, o Estado e todas as concessionarias envolvidas.