Páginas

Eficiencia, entendida aqui entre nós como menos desperdícios.

Convivemos com um desperdício incompreensível para um País onde muitas pessoas vivem em situação de risco. Dentre eles, meu foco é a melhoria de desempenho das redes de infra-estrutura urbana. Sòmente na área do Saneamento Básico, que se considera a rede de água, esgoto, drenagem e a coleta e tratamento do lixo, melhorias na qualidade de vida que se estima em R$1 Bilhão/ano foi registrada pela FGV-Fundação GetúlioVargas e Instituto Tatra ( julho, 2010), além de evitar a morte de mais de 1.000 pessoas. A rede de vias públicas insuficientes e com manutenção precária, afeta o sistema de transportes de materiais e de pessoas, com congestionamentos, poluição, desperdício de energia e principalmente consumindo o tempo das pessoas que poderia ser dedicado à sua melhoria de qualidade de vida.

Eficiencia, entendida aqui entre nós como menos desperdícios.

Convivemos com um desperdício incompreensível para um País onde muitas pessoas vivem em situação de risco. Dentre eles, meu foco é a melhoria de desempenho das redes de infra-estrutura urbana. Sòmente na área do Saneamento Básico, que se considera a rede de água, esgoto, drenagem e a coleta e tratamento do lixo, melhorias na qualidade de vida que se estima em R$1 Bilhão/ano foi registrada pela FGV-Fundação GetúlioVargas e Instituto Tatra ( julho, 2010), além de evitar a morte de mais de 1.000 pessoas. A rede de vias públicas insuficientes e com manutenção precária, afeta o sistema de transportes de materiais e de pessoas, com congestionamentos, poluição, desperdício de energia e principalmente consumindo o tempo das pessoas que poderia ser dedicado à sua melhoria de qualidade de vida.
Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 17 de outubro de 2009

PEDESTRE EM CALÇADAS DESCONFORTÁVEIS


Calçada numa rua com declividade proxima de 20%. Rampas
sucessivas de acesso de veiculos dificulta a passagem de
pedestres e principalmente de carrinhos pelo passeio.

Enquanto alguns lotes resolveram o acesso de veiculos com rampas construidas na calçada, como se observa na foto acima, alguns proprietários resolveram colocar suas rampas no interior dos lotes, mantendo as calçadas em superficie continua.
Tais fatos indicam que o Poder Publico deixa à critério dos proprietarios resolver os seus acessos de veiculos, mesmo que alterando um espaço de uso público.
Uma vez que a realidade que se encontra nas calçadas tem sido desfavorável para os pedestres - na qual se incluem os proprios proprietários que constroem rampas nas calçadas - acreditamos que é preciso alterar essa realidade. Como fazer?
Pode-se resolver com a colaboração da comunidade, cada um contribuindo para ter em frente à sua propriedade uma calçada desobstruida e continua. Pode-se também conseguir resultados pela aplicação de leis da calçada, disciplinando as condições de seu uso. Isso foi feito para o Municipio de São Paulo. Mas como resolver as calçadas de ruas com declividades de 20% ?

Um comentário:

  1. Mário,

    Coisa simples de fazer. O automóvel só precisa de uma rampa de 50 cm de largura em planta para vencer os 10 cm de altura da guia (inclinação da rampa de 20%), deixando o topo da guia elevado em relação a sarjeta em 5cm para não prejudicar a captação de águas pluviais. Convehamos, subir um obstáculo de 5cm e uma rampa de 20% é simples para qualquer veículo. Aí resolvemos o acesso do veículo ao nível da calçada, ocupando apenas 50cm (que normalmente já é obstruido por postes, sinalização de trânsito, etc), e a adequação do nível da calçada com o nível do lote é só fazê-la.....dentro do lote, oras.

    Um abraço,

    E parabéns pelo blog

    ResponderExcluir